segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

Por mais puta que eu esteja, só quero abraça-lo, é como se estivesse protegida e nada de ruim vai acontecer...
Talvez ele não saiba o quando gosto dos braços e das mão dele. Quando coloco a cabeça no ombro dele e posso agarrar, beijar o braço dele é como se ninguém pudesse rouba-lo de mim e fosse somente meu.

Nenhum comentário: